MAIS FACILIDADE

Faça sua reserva e retire na loja.

MAIS VANTAGENS

Cobrimos qualquer orçamento.

FRETE GRÁTIS

Na região - Consulte!

Sistema de Pintura em Madeiras

Sistema de Pintura em Madeiras

Olá, tudo bem?

Sou o Felipão, consultor especialista técnico em tintas e pinturas.

Neste blog vamos falar a respeito de sistemas de pintura em superfícies de madeira.

Dentre todos os substratos mais conhecidos para pintura alvenaria, madeira e metais, a madeira é o material que mais se altera com as intempéries.

Este material apresenta grande diversidade de características mecânicas, densidade, absorção de umidade, cor, etc.

Vamos conhecer e entender os principais tipos:

  • Madeiras Finas: São muito empregadas em marcenaria. Exemplo: Carvalho e cerejeira.
  • Madeiras Duras ou de Lei: Usadas em construção, como suportes e vigas. Exemplo: Jatobá, jacarandá, pau ferro.
  • Madeiras Resinosas: Usadas em construções temporárias. Exemplo: Angico, Cumaru, Ipê.
  • Madeiras Brandas: São fáceis de trabalhar, mas pouco duráveis. Não são usadas em construção. Exemplo: Cedro e Pinho.

Agora, vamos entender um pouco as propriedades físicas e mecânicas das madeiras:

  • Higroscopicidade, palavra difícil né, mas é a Capacidade de absorver umidade e evaporar com facilidade.
  • Flexibilidade: Capacidade de curvar sem quebrar.
  • Durabilidade: Capacidade de resistirem aos agentes prejudiciais, sem apodrecer.
  • Compressão: Resistência a encurtar o seu comprimento.
  • Tração: Resistência a estender o seu comprimento.
  • Flexão: Resistência a forças ao longo do seu comprimento.
  • Dureza: Resistência oferecida pela madeira a forças de penetração.

 

São conhecidas também como substratos vivos, pois muitas delas mantém várias de suas características, mesmo depois de sua extração e processamento.

Quando falamos em madeiras, podemos dividir os sistemas de pintura em madeiras novas ou repinturas em bom ou mal estado, podendo ser com esmaltes sintéticos ou esmaltes a base de água, como também envernizamento.

Para uma pintura em madeira nova, é importante saber que a madeira deve estar perfeitamente seca, sem a presença da seiva ou resinas naturais, caso exista, é necessária uma limpeza prévia com thinner para limpeza ou sal azedo (ácido oxálico), para remoção total destas substâncias.

Com a madeira seca, é importante fazer um lixamento, sempre nos sentidos dos veios, para se obter um melhor acabamento, evitando o desprendimento das fibras. Posteriormente uma limpeza, com um pano levemente umedecido em thinner, aguarrás ou se preferir, pode lavar com água e detergente, para remover todo resíduo de pó e oleosidade, na opção da lavagem com detergente, antes de pintar, a madeira deverá estar totalmente seca, por isso aguarde pelos menos 48 horas antes de pintar, não esquece disto!

Como sistemas de pintura, existem as seguintes opções:

1 - Fundo sintético base solvente + Tinta esmalte sintético brilhante, acetinado ou fosco ou tinta a óleo.

2 - Fundo base água + esmalte base água, brilhante ou acetinado.

3 - Fundo base água + massa para madeira base água + esmalte base água brilhante ou acetinado.

Existem várias opções de produtos e acabamentos, mas procure usar sempre tintas e complementos da mesma marca.

Para todas estas opções, as cores escolhidas são sempre as que mais te agradam.

No caso de envernizamento as opções de sistemas de pintura são:

1 - Áreas não molháveis - Seladora para madeira + Verniz base água ou solvente, brilhante, acetinado ou fosco.

2 - Áreas molháveis ou não molháveis – aplicação direta do verniz, usando-o como fundo para ele mesmo, podem ser a base de água ou solvente, também brilhante, acetinado ou fosco.

Fique bem atento as opções de vernizes do mercado, são muitas, incolores, tingidos e com acabamentos bem variados, escolha o que mais te agrada e se ajusta as necessidades da superfíce.

Para uma repintura em bom estado, seja verniz ou esmaltes, apenas faça um bom lixamento removendo totalmente o brilho da tinta antiga, limpe com um pano levemente umedecido em aguarrás ou pode lavar com água e detergente deixando secar bem e reaplique o acabamento desejado.

Se a pintura estiver em mal estado, é importante remover toda pintura através de removedores, lixamento ou escovação e começar a pintura do zero, com uso de fundos, como explicado anteriormente.

Importante – para que um verniz e a madeira tenham uma durabilidade e retenção do brilho maiores, é importante que se faça uma manutenção periódica, aplicando uma nova demão de manutenção do produto no intervalo de tempo determinado pelo fabricante, pois a ação dos raios solares atinge diretamente a madeira, causando uma degradação muito mais precoce, quando comparamos a uma pintura com esmaltes.

Ficou na dúvida, não está seguro para fazer o trabalho? Então contrata um pintor profissional para não correr o risco de errar.

E lembre-se, o que importa realmente está dentro da lata!

Obrigado por ler nosso conteúdo e até o próximo blog.

Deixe seu comentário clicando aqui

Deixe seu comentário!

As melhores marcas em um só lugar!

link whatsapp

CADASTRE-SE

Receba nossas promoções e novidades por e-mail!

Siga-nos

Criado por ContactoNET